sábado, 2 de maio de 2009

É possível negociar ou transferir milhas de Cias Aéreas?

De acordo com as regras dos programas de fidelidade das empresas aéreas brasileiras, não é possível a transferência de milhas entre diferentes usuários. Porém, você pode emitir uma passagem no nome de qualquer pessoa, o que permite que você negocie suas milhas com alguém que queira viajar. Existe um "mercado negro" de negociação de milhagens, com pessoas e até empresas especializados, que pode ser acessado tanto por quem quer vender como por quem quer comprar milhas. Porém, o mesmo é arriscado: existem muitos picaretas no mercado.

Caso você queira negociar suas milhas, a recomendação é primeiro tentar fazê-lo com algum familiar ou amigo. Se não tiver jeito, procure indicação de alguém confiável (tenho um amigo que negocia milhas que posso recomendar a vocês). A negociação de milhas pode se tornar uma opção muito rentável para quem não consegue ou não quer utilizar suas milhas, ou para quem precisa viajar trechos longos e caros, podendo fazê-lo com milhas a um custo muito menor.

Como funciona a negociação de milhas:
  • Compra: Se sua passagem em trecho doméstico ou internacional para América Latina custa mais de R$ 500 por trecho, certamente você fará um bom negócio negociando a compra de milhas. Ao invés de comprar a passagem você pode contatar alguém que tenha milhas e negociar um valor pela troca. Mas, cuidado: um golpe comum no mercado é alguém emitir a passagem para você com milhas e, após sua conferência e pagamento, o mesmo cancela a passagem (sim, o emissor pode cancelar a passagem) e o deixa no prejuízo. E não adianta reclamar com a Cia Aérea, pois a comercialização de milhas não é permitida pelos programas de fidelidade.
  • Venda: Se você tem pelo menos 10 mil milhas em algum programa de fidelidade (preferencialmente das Cias Aéreas brasileiras), você pode negociar suas milhas para alguém interessado em viajar e ser bem remunerado por isso. Costuma-se receber entre R$ 300 e R$ 400 a cada 10 mil pontos Fidelidade TAM ou Smiles. Isso mesmo, milhas podem ser facilmente convertidas em dinheiro. Por isso, nunca deixe as suas milhas vencerem e não esqueça de pedir o crédito de suas milhas sempre que viajar. Para quem usa cartão de crédito, a transferência dos pontos em milhas é de longe a opção mais rentável. A dica é a mesma da compra: cuidado para quem vende suas milhas. Muitos casos o comprador não paga o que obriga você a cancelar a passagem, pagando multa.
Tem alguma dúvida ou quer uma indicação sobre como negociar suas milhas? Entre em contato ou deixe o seu comentário. Abraço.

Como comprar passagens aéreas com desconto (vôos domésticos)?

Cansado(a) de procurar por passagens aéreas a um preço justo, sem sucesso? Você nunca consegue uma passagem durante o período de validade daqual mega-promoção? Coloco aqui algumas dicas para comprar passagens mais baratas:
  1. Pesquise, pesquise e pesquise. E isso não requer muito tempo, usando a internet, claro! A forma mais segura é no site das empresas aéreas. No Brasil, atualmente, não temos muitas. As principais são: TAM (www.tam.com.br); Gol (www.voegol.com.br); Oceanair (www.oceanair.com.br); Azul (www.voeazul.com.br), Webjet (www.webjet.com.br); Trip (www.voetrip.com.br); Pantanal (www.voepantanal.com.br). Isso vai isentá-lo de taxas adicionais cobradas pelas Agências de Viagem ou pelas Lojas das próprias empresas (isso mesmo, acredite: eles cobram, em média, 10% de comissão). Os preços variam muito!!! Já voei TAM pagando 1/3 do preçlo da Gol e vice-versa. Não importa o destino, pesquise.
  2. Outra opção para pesquisar o preço de passagens é utilizar ferramentas de busca. As melhores (e mais seguras) para comprar passagens domésticas são o Decolar (www.decolar.com), o Submarino Viagens (www.submarinoviagens.com.br) e o Panamericano Viagens (www.panamericanoviagens.com.br). Eles buscam passagens em todas as Cias aéreas e ajudam muito numa primeira pesquisa.
  3. Comprar com antecedência ajuda muito. É muito mais difícil conseguir uma passagem para aquele feriado comprando na véspera. Vai viajar em dezembro, comece a pesquisar em junho! Vá acompanhando os preços até tomar a sua decisão. A tarifação do setor aéreo é feita de acordo com a acupação do avião. Os primeiros assentos custam menos. Os últimos, uma pequena fortuna. Uma passagem de ida entre São Paulo e Rio pode custar de R$ 79 a R$ 900.
  4. Flexibilidade nas datas pode ajudá-lo a economizar até 50%. Prefira viagens nas terças, quartas e quintas-feiras, ou aos sábados. Sai muito mais em conta. Evite os vôos em véspera de feriados. Evite vôos em sextas-feiras ou domingos à noite, ou ainda segundas-feiras pela manhã. Se não tiver outro jeito, compre com muita antecedência. Afinal, todos querem estes vôos e as Cias Aéreas sabem disso. Em sua pesquisa experimente consultar a data anterior e posterior ao dia desejado para sua viagem e confira.
  5. Aproveite as promoções. Sim, elas são reais, e cada vez mais abrangentes e com mais lugares disponíveis. Vou viajar para Lima (Peru) este mês pagando apenas R$ 249 em uma passagem de ida e volta pela TAM, onde ainda acumularei milhas. Fui para Miami em abril, também pela TAM, com a passagem quase de graça. Tenho passagens da ponte aérea Rio-São Paulo-Rio compradas até o final do ano pela Gol, para sextas-feiras a noite e segundas-feiras pela manhã por R$ 139 o trecho, em tarifa que permite o acúmulo de milhas. Como? Aproveitando as promoções! Você poderá acompanhar neste blog as principais promoções das Cias Aéreas. Aqui vão algumas dicas: (i) verifique as regras da promoção e os destinos e datas que ela se aplica (poucos fazem isso e acabam perdendo muito tempo); (ii) compre no início da promoção, quando há mais lugares disponíveis. Muitas vezes elas começam as 6h da manhã de um sábado. Vale a pena acordar cedo? Sim! (Lembre que você deve ter feito isso alguma vez para ir ao show de sua banda favorita.). (iii) Explore a disponibilidade de datas seguindo as dicas do item anterior. (iv) Tome logo a sua decisão. Passagens promocionais desaparecem sem deixar rastro. Portanto, não perca tempo.
  6. Ajuste o tempo de estadia, se isso for possível. Em 2009 as empresas passaram a dar grandes descontos para quem permanece 10 dias no destino (TAM e Gol) e 7 dias (Gol). Se esse for o seu caso, aproveite. Se não for, mas você pretender viajar mais de uma vez, uma dica: compre a ida da primeira viagem com a volta da segunda viagem e depois o inverso. Exemplo: Eu quero ir de São Paulo para o Rio em junho (indo dia 10/6 e voltando dia 13/6) e em dezembro (indo dia 23/12 e voltando dia 26/12). Compre primeiro a ida para 10/6 e a volta para 26/12, assim você consegue ficar mais de 10 dias no destino e economiza até 50%. Depois, compre no trecho inverso, com a ida para 13/12 e a volta para 23/12.
Tem alguma outra dica para economizar? Mande sua dica e participe. Abraços,

Qual o melhor cartão de crédito para acumular milhas?

Concetrar seus gastos pessoais em um cartão de crédito que acumule milhas é a melhor maneira de acelerar a conquista de passagens gratuitas. Os programas de milhagem da TAM (Fidelidade TAM) e da Gol/Varig (Smiles) possuem parceria com a maioria das operadoras de cartão de crédito do Brasil. São inúmeras opções. Mas qual a melhor?

A maior parte dos cartões oferece 1 milha ou 1 ponto (que, em geral, pode ser convertido na proporção de 1 para 1 por milhas) por dólar gasto (ou valor equivalente em reais). Se o seu cartão oferece menos do que isso ou não oferece milhas ou algum outro benefício, está na hora de trocar de cartão. Você merece ser recompensado(a) pelos seus gastos. Mas é possível ganhar mais, bem mais.

Alguns cartões chegam a oferecer 2 milhas por dólar gasto. Ok, boa parte deles são cartões do tipo "Black" ou "Infinit", para quem tem muita grana. Mas garanto que não precisa ser nenhum milionário para ter um cartão que acumule mais pontos. Algumas versões possuem um excelente custo-benefício. Veja abaixo as melhores opções onde você não precisa ter conta no banco emissor):
  1. Unicard Passaporte (www.unicard.com.br) MC ou VISA - Na versão Platinum, acumula 2 milhas (TAM, Smiles ou TAP) por dólar gasto para passagens aéreas, hotéis, empresas de turismo e aluguel de carros, ou 1,5 milha por dólar gasto para demais despesas. Há um bônus de 7.500 milhas ao solicitar o cartão. A anuidade no 1o. ano é R$ 126,00. Vale a pena. A renda mínima para solicitar o cartão é de R$ 4.000 / mês e não é preciso ser cliente do Unibanco. Na versão Unicar Passaporte você ganha 1,2 milha por dólar gasto. Neste caso a renda mínima é R$ 200,00 e a anuidade 12 X 8,25. Uma ótima opção se comparado a outros cartões;
  2. Cartão Banco Votorantim (www.bancovotorantimcartoes.com.br) MC ou VISA - Na versão Platinum, acumula 1,75 milha (TAM ou Smiles) por dólar gasto se o seu consumo chegar a R$ 2.000 no mês, 1,5 milha se chegar a R$ 1.000 no mês e 1 milha se ficar abaixo disso. Há um bônus de 5.000 milhas ao solicitar o cartão. A 1a. anuidade é gratis e. No 2o. ano é R$ 237,00, mas dependendo do seu consumo ela será gratutita para sempre. Vale a pena se você gastar bastante. A renda mínima para solicitar o cartão é de R$ 7.000 / mês e não é preciso ser cliente do Banco Votorantim. A verdão Gold dá 1,2 milhas para gastos acima de R$ 1.000 e 1 milha para gastos abaixo disso. A anuidade cai para R$ 159,00 no segundo ano e a renda mínima fica em R$ 2.500.
  3. TAM Itaucard (www.itaucard.com.br) MC ou VISA - Em qualquer versão acumula 1,33 pontos da TAM a cada dólar gasto diretamente no seu cartão fidelidade TAM (a transferência é automática). As anuidades variam de R$ 150 (R$ 75 na 1a.) para a versão Internacional (renda minima de R$ 1.000) até R$ 249 (R$ 124 a 1a.) para a versão Platinum (renda mínima R$ 9.400). A versão Platinum oferece ainda os benefícios dos passageiros Fidelidade Vermelho, como embarque e check-in prioritários e acesso as salas vip domésticas da TAM.
  4. Americam Express (www.americamexpress.com.br) AMEX - Se inscrevendo no Programa Membership Rewards vocês acumula 1 ponto por dólar gasto, podendo chegar a 1,5 ponto se você contratar o serviço Turbo, por R$ 35 ao ano (vale a pena se você for usar bastante). A anuidade das versões Blue, Gold é gratuita para sempre, mas é preciso pagar R$ 60 para se inscrever no programa Membership Rewards.
Citei aqui apenas cartões que podem ser solicitados sem a necessidade de vínculo com o banco emissor. Consulte no seu banco outras alternativas, utilizando estas referências de pontuação. E, lembre-se, hoje é muito comum negociar a anuidade com os bancos, podendo zerar a cobrança sem muita dificuldade. Se necessário, troque de cartão e aproveite ao máximo estes benefícios.

Envie suas dúvidas ou comentários. Abraços,

Vale a pena participar dos programas de milhagem das Cias Aéreas?

Se você gostar de viajar (mesmo que não viaje muito), a resposta é sim!
Os programas de fidelidade são uma excelente maneira de viajar pelo Brasil e pelo mundo pagando muito pouco. Existem várias formas para acelerar a conquista de sua passagem grátis. O ideal é concentrar esforços em um único programa de milhagem, utilizando todas as alternativas disponíveis para acumular pontos, tais como:
  • Viagens de avião
  • Cartões de crédito e de débito
  • Assinatura de jornais e revistas
  • Hospedagens em hotéis
  • Aluguel de carrosCor do texto
Existem atualmente no Brasil 4 programas de fidelidade de Cias Aéreas. Os principais são o "Fidelidade TAM" (www.fidelidadetam.com.br) - da TAM - e o "Smiles" (www.smiles.com.br) da Gol/Varig. Há ainda o "Amigo" (www.oceanair.com.br) da Ocean Air e o "Tudo Azul" (www.voeazul.com.br/aspx/fidelidade.aspx) da novata mas promissora Azul. Os programas possuem regras bem diferentes. Para escolher o seu é importante verificar aquele se melhor se encaixa no seu perfil. Ao escolher o seu você pode fazer o cadastro gratuito nos sites informados.

Como escolher o meu programa de fidelidade:
  1. O primeiro passo é verificar qual a Cia Aérea melhor atende a sua cidade, afinal, não vale a pena investir num programa de fidelidade de uma empresa que não voa para onde você mora ou para onde você quer ir. Essa informação pode ser obtida no site das Cias Aéreas;
  2. Se você já viaja bastante, verifique qual a Cia Aérea de sua preferência, ou aquela que você viajará com maior frequência. A frequência é a chave do sucesso (e das passagens grátis) em qualquer empresa. Nesse qusito, suas chances serão maiores com os programas da TAM e da Gol/Varig, pois as empresas atendem todas as capitais e a maioria das grandes cidades brasileiras, além de outros diversos destinos no mundo.
  3. Se você não costuma viajar de avião, mas utiliza cartão de crédito, suas chances de conseguir passagens gratuitas são muito boas. Você tem duas opções: "Fidelidade TAM" ou o "Smiles". Ambos têm parcerias com a maioria das operadoras de cartão de crédito. É mais fácil do que parece. Você pode consultar aqui no blog os melhores cartões de crédito para acumular milhagens.
Caso tenham alguma dúvida ou sugestão entre em contato e dê a sua opinião.